Carlos Cruz-Diez

Venezuela, 1923

Carlos Cruz-Diez nasceu em 1923 em Caracas, Venezuela, onde em 1940 obteve o diploma de professor de artes aplicadas pela Escola de Belas Artes. Trabalhou como ilustrador, desenhador gráfico e diretor criativo para diferentes jornais, publicações e agências de publicidade em Caracas. Em 1957 fundou o Estudio de Artes Visuales para o design gráfico e industrial, em Caracas, e em 1960 mudou-se para Paris, onde desde então vive e trabalha. Foi professor em Caracas e em Paris, tendo em 2014 recebido o grau de Doutor Honoris Causa pela Universidade Central, Caracas, Venezuela.

Considerado um dos mais importantes investigadores do século XX sobre a cor, Cruz-Diez desenvolveu uma obra com base na arte cinética dos anos 50 e 60, descrevendo as suas propostas como “Arte del Movimiento y Espacio reales” [Arte do movimento e espaço reais]. Com o seu trabalho artístico, ao qual está sempre inerente uma constante pesquisa e investigação, procurou expandir a noção do conceito de cor, mostrando que a perceção de um fenómeno cromático não está dependente da forma. Neste âmbito, em 1989 publicou o seu livro Reflexión sobre el color. Explorou a cor através de 8 séries – Couleur Additive, Physichromie, Induction Chromatique, Chromointerférence, Transchromie, Chromosaturation, Chromoscope, e Couleur dans l’espace – cada uma delas mostrando, com diferentes trabalhos, uma diferente perspetiva de como a cor se comporta.

Em 1997 abriu em Caracas, Venezuela, o Museo de la Estampa y el Diseño Carlos Cruz-Diez, e em 2005 foi criada a Fundação Carlos Cruz-Diez em Houston, EUA. Expondo individualmente pela primeira vez em 1947, representou a Venezuela na 35ª Bienal de Veneza, em 1970, e tem participado em inúmeras e relevantes exposições individuais e coletivas na Europa e América, destacando-se a sua retrospetiva mais importante, Carlos Cruz-Diez. Color in Space and Time, Museu de Belas Artes de Houston, EUA, 2011. Em 2014 publicou as suas memórias, “Vivir en Arte. Recuerdos de lo que me acuerdo”, e em 2015 recebeu a Medalha Turner, Londres.

 

Indução do amarelo - Carlos Cruz-Diez - VI Simpósio 2001

 

Indução do amarelo - Carlos Cruz-Diez - VI Simpósio 2001

 

Indução do amarelo - Carlos Cruz-Diez - VI Simpósio 2001

 

Indução do amarelo - Carlos Cruz-Diez - VI Simpósio 2001

 

Indução do amarelo - Carlos Cruz-Diez - VI Simpósio 2001

 

Indução do amarelo - Carlos Cruz-Diez - VI Simpósio 2001

 

Indução do amarelo - Carlos Cruz-Diez - VI Simpósio 2001